Defensoria pede prisão domiciliar para 180 presos ‘empilhados’ em Eunápolis

Defensoria pede prisão domiciliar para 180 presos ‘empilhados’ em Eunápolis

A Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE-BA) divulgou nesta terça-feira (10) que pediu à Justiça a concessão de prisão domiciliar para mais de 180 internos que estão no Conjunto Penal de Eunápolis, no extremo sul da Bahia, devido à superlotação da unidade. O órgão afirma que 113 presos estão “empilhados” em ambiente “insalubre e degradante” e são obrigados até a fazer revezamento para dormir. Além da concessão da prisão domiciliar para esses detentos, a Defensoria também pede que outros cerca de 70 dententos do regime semiaberto que estão custodiados no mesmo local que os internos do regime fechado também cumpram pena em casa. A Defensoria recomendou a interdição total dos locais denominados “Seguro A e B”, assim como da cela 23-A, em razão, conforme o órgão, da incompatibilidade de estrutura dos locais com o que determina a Lei de Execução Penal. O DPE pede que sejam realizadas obras de infraestrutura e ampliação nos locais, e que os presos dos setores sejam inseridos em prisão domiciliar ou remanejados para outros locais.

Compartilhe
Previous Ipiaú: Acusado de tentar raptar criança de 5 anos é detido pela PM
Next Banco Central reduz Selic para 13% ao ano e surpreende o mercado

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Ao lado de lideranças e vereadores, Fabíola comemora entrega de trator para Cachoeira; Assista

A deputada estadual Fabíola Mansur(PSB), ao lado de vereadores e lideranças comemorou nessa segunda-feira(25), a entrega de um trator para a cidade de Cachoeira, possível através de uma emenda parlamentar

Municípios

Santa Maria da Vitória: Mãe presa por tentar vender garoto de 12 anos por R$ 70 mil por ‘raiva’ é solta pela Justiça

A mulher que foi presa no município de Santa Maria da Vitória, no oeste da Bahia, por ter vendido o filho de 12 anos por R$ 70 mil foi liberada,

Municípios

Professora da Uefs é denunciada por fraude em licença para doutorado e receber bolsa

A professora da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Débora Araújo Leal, foi denunciada à Justiça pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) por fraudar uma licença para realização de

0 Comentários

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar essa notícia!

Deixe uma resposta