Capitã da FAB é a primeira mulher a pilotar avião presidencial

Capitã da FAB é a primeira mulher a pilotar avião presidencial

A realização de um sonho exigiu muito treinamento e responsabilidade para a capitã Carla Borges, da Força Aérea Brasileira (FAB). Aos 33 anos, ela é a primeira mulher a pilotar um avião presidencial.

O primeiro voo de Carla com o presidente da República, Michel Temer, decolou por volta das 16h da última quinta-feira (22), da Base Aérea de Brasília com destino a São Paulo.

“Eu me sinto muito honrada de estar cumprindo essa missão de transportar a maior autoridade que nós temos no País. Foi necessário muito preparo e dedicação para ter chegado até aqui”, afirma a capitã.

Antes do embarque, Carla recebeu os cumprimentos do presidente Michel Temer, que elogiou a disciplina das mulheres nas Forças Armadas. “Espero que outras colegas suas possam também pilotar aviões e o avião presidencial”, afirmou o presidente.

ASSISTA

Compartilhe
Previous Brasileiros fazem panelaço durante pronunciamento de Temer
Next UPA de Escada fecha as portas

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Candidato ‘trans’ deve usar nome social, afirma MP

O Ministério Público Eleitoral vai encaminhar hoje ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) parecer favorável a que mulheres e homens transgêneros candidatos sejam registrados na cota dos partidos pelo gênero que

Política

Bruno Reis destaca importância do esporte em inauguração de campo e praça

O vice-prefeito e secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis, ressaltou a importância da prática esportiva, ao inaugurar um campo de futebol reformado no Saboeiro, no sábado (16).

Política

Bolsonaro garante apoio a profissionais da área de inteligência

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, garantiu hoje (30) apoio aos profissionais do serviço de inteligência, “um dos mais importantes e sensíveis para a segurança da nação”, disse em seu perfil

0 Comentários

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar essa notícia!

Deixe uma resposta