‘Dia lastimável para estado social’, diz Luiza Maia sobre aprovação da PEC 55

‘Dia lastimável para estado social’, diz Luiza Maia sobre aprovação da PEC 55

A líder da Bancada Feminina, deputada Luiza Maia (PT), lamentou a aprovação no Senado, em segundo turno, da PEC 55, que congela gastos públicos por 20 anos. Para ela, o Congresso ignorou o apelo das ruas contrário à “PEC do Fim do Mundo”.

“Este é um dia lastimável para o estado social, para as lutas e conquistas históricas em prol dos trabalhadores e dos aposentados no Brasil. É um capítulo negativo na história da nossa democracia. É o começo do fim dos direitos trabalhistas”, disse.

A parlamentar afirmou ainda que “o governo golpista de Temer” e todo aparato de apoiadores, “abutres da democracia, denunciados na Lava Jato”, não podem concretizar esse mal contra a população brasileira: “O povo precisa reagir. Temer vai cair e essa decisão vai ser revista. É uma maldade contra a sociedade”.

Compartilhe
Previous Serviço de mototáxi em Salvador será realizado por meio de concessão
Next Marcelino Galo recebe título de cidadão em Santa Bárbara

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Acesso à Câmara será garantido com “restrições necessárias”, diz Rodrigo Maia

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se reuniu hoje (11) com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, para tratar da decisão do também ministro da

Política

Presidente do Senado diz que instituição recebe lista de Janot com ‘serenidade’

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE) afirmou, por meio de nota, que a instituição recebe “com absoluta serenidade e confiança na Justiça” o envio ao Supremo Tribunal Federal dos

Política

Decano da Lava-Jato não deve falar sobre investigados no Facebook, diz corregedor

Manifestação à Corregedoria do Conselho Nacional do Ministério Público recomenda que o decano da Operação Lava-Jato, procurador regional da República Carlos Fernando dos Santos Lima, deve “se abster de emitir

0 Comentários

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar essa notícia!

Deixe uma resposta