Comissão do Senado aprova legalização dos jogos de azar

Comissão do Senado aprova legalização dos jogos de azar

Integrantes da Comissão Especial do Desenvolvimento Nacional aprovaram nesta quarta-feira, 9, projeto de lei que legaliza os jogos de azar no País. A proposta segue para discussão do plenário da Casa. O tema conta com apoio do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que no início do semestre a colocou no rol de prioridades.

De autoria do senador Ciro Nogueira (PP-PI), o projeto estabelece o rol de jogos que poderão ser explorados em território nacional. Entre eles estão os cassinos; bingos; apostas de quotas fixas; apostas eletrônicas; jogo do bicho e sweepstake, espécie de loteria relacionada com corrida de cavalos.

Para o relatório do projeto, senador Bezerra Coelho (PSB-PE), a legalização dos jogos poderá gerar uma arrecadação de R$ 29 bilhões em tributos para o governo, nos próximos três anos. “Creio que conseguimos atender às sugestões que procuravam equilibrar a legalização e o cuidado com os crimes de lavagem”, afirmou Bezerra após discussão da matéria.

De acordo com a proposta, vai competir aos órgãos federais responsáveis, a serem designados pelo Ministério da Fazenda, a supervisão, a regulação e a fiscalização das atividades relacionadas aos jogos de azar, cabendo à Caixa Econômica Federal o papel de agente operador.

As empresas que tiveram direito à exploração comercial de jogos de azar não poderão fazer, contudo, a transferência dessa concessão à terceiros e nem poderão ter qualquer espécie de subvenção econômica. O acesso aos estabelecimentos de jogos de azar será restrito àqueles com menos de 18 anos.

Compartilhe
Previous Renan anuncia comissão para investigar salários extra-teto nos três Poderes
Next PF deflagra a 36ª etapa da Operação Lava-Jato

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

TSE vai definir se campanhas eleitorais terão mais R$ 888 milhões

Além dos valores do fundo eleitoral, os partidos ainda esperam uma definição do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) se poderão utilizar recursos públicos do Fundo Partidário nas campanhas deste ano. Ao

Política

Bolsonaro quer pôr general no MEC e militarizar ensino público do país

Jair Bolsonaro (PSC-RJ) apresentou sua proposta na área da educação para a campanha das eleições presidenciais de 2018. Ele garante que irá militarizar o ensino público e colocar um general

Política

Alex Lima pede reforço na segurança dos municípios do Litoral Norte

O deputado estadual Alex Lima (PTN) tem pedido reforço na segurança pública no litoral baiano. Segundo ele, a população tem sofrido com os ataques criminosos, o que tem prejudicado o comércio

0 Comentários

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar essa notícia!

Deixe uma resposta